218

Sindmed denuncia péssimas condições de trabalho dos médicos do SAMU em Londrina

O Sindicato dos Médicos do Norte do Paraná (Sindmed) denunciou ao Ministério Público do Trabalho (MPT) e também ao  Conselho Regional de Medicina (CRM-PR) as péssimas condições de trabalho dos médicos lotados no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em Londrina.

O presidente do Sindmed, Alberto Toshio Oba, atendendo solicitação dos médicos do SAMU, esteve no dia 19 de dezembro  no  local onde atualmente funciona a central telefônica do serviço, no centro da cidade -  Alameda Manoel Ribas, número 115. Na ocasião, foram constados entre os principais problemas:

Carta aberta aos médicos e médicas de Londrina e região

Prezados colegas,

Com a reforma trabalhista, a  contribuição sindical deixou de ser obrigatória,  passando para facultativa. Essa mudança impôs ao Sindicato dos Médicos do Norte do Paraná uma dificuldade de caixa, uma queda na arrecadação que se destina à  manutenção da entidade.

Reunião traça ações estratégicas do Sindmed para 2019

A reunião da diretoria do Sindmed realizada nesta última terça-feira, dia 04/12, contou com a importante participação dos médicos Aparecido Pavan, Danilo Malucelli e Vanderlei Montemor Di Bernardo. Dos membros da diretoria, estiveram presentes Alberto Toshio Oba, José Luis de Oliveira Camargo, Mário Machado Junior, Peterson Bussadori e Denio Balarotti.

 

Localização

LONDRINA - PR

Av. Harry Prochet, 1055
CEP: 88047-440
 

 

Contato

Telefone 43 3341-2979

sindmed@sindmed.com.br

 

Newsletters

Assine e receba as últimas atualizações.